agosto 16, 2008

Rascão à Lusa

Shunyi, China, 16 Ago (Lusa) -- Pedro Fraga e Nuno Mendes podem receber para os Jogos Olímpicos Londres2012 o apoio que garantem lhes ter sido negado pela Federação Portuguesa de Remo para Pequim2008, após a promessa do presidente de premiar a excelência dos resultados desportivos.

"As bolsas estão contemporizadas. Os atletas devem é ter objectivos, pois não podemos premiar pessoas que não têm bons resultados. É como na profissão, só subimos de categoria se provarmos que somos melhores do que os outros", disse.

As divergências públicas podem ter tréguas, face à atitude prometida: "Serei igual para todos. Sem favoritos. Tentarei sempre apoiar os atletas no espírito de melhores resultados mais apoio. Se descem, menos apoio".

Sobre as múltiplas acusações feitas pelos atletas à federação -- desde ausência de apoio ao boicote ao seu trabalho -- Rascão Marques prometeu falar em Portugal, após os Jogos Olímpicos.

Em termos desportivos, o dirigente não poupou elogios à dupla que, pelo seu oitavo lugar na final de double scull ligeiro, vai permitir à federação ter mais meios para a alta competição no ciclo Londres2012.

"Tiveram muito bom desempenho. Definitivamente provaram que estão na elite mundial num dos barcos mais difíceis, com mais gente a lutar pelo apuramento para Jogos Olímpicos. Estou muito satisfeito pelo resultado", vincou.

E, sobre o seu desempenho, acrescentou: "Achava que indo à final B conseguiam um dos três primeiros lugares. O oitavo foi excelente para o remo português, sobretudo para o sector da alta competição. Esperemos que mais novos equipas nacionais se auto motivem e que para estar a este nível têm de trabalhar da mesma forma".

"Se o COP mantiver os mesmos processos de trabalho para Londres2012 significa que já partimos em posição vantajosa com uma equipa no projecto olímpico 2012 a este nível. A federação fica com mais meios para realizar o seu trabalho. Não vamos depender deles, mas são uma boa ajuda", concluiu.

RBA.

Enviar um comentário