agosto 28, 2007

Epoca 2007/2008


Estamos no início de mais uma época que para muitos clubes terá inicio já no próximo mês e vai começar sem nenhum motivo para festejos ou algo motivador.
Estou a falar dos resultados que a nossa selecção está a conseguir no campeonato do mundo, nada poderia ser mais desmotivador e frustrante para o remo nacional que a nossa presença nesta prova.
Senão vejamos, quase todas as equipas, até á data deste texto, estão nas finais C e D.
O Shell de 4 sem timoneiro ficou a 1m18s do primeiro classificado da sua série.
Resta-nos esperar que as restantes equipas que ainda não correram consigam fazer um melhor resultado que os já obtidos!
Estou a torcer pelo 2x ligeiro e que seja um motivo de satisfação e orgulho para todos os remadores.
O que é certo é que esta direcção e equipa técnica vão ter muito que justificar, aos clubes, ás instituições que tutelam o desporto e a meu ver também aos próprios atletas que participaram neste campeonato.
Digo isto porque é mau demais e alguém tem de ser responsável, não basta dizer que se falhou e continuar como se nada fosse, estamos a falar de dinheiros públicos, de tempo despendido pelos atletas, dos clubes que se viram privados dos seus atletas durante parte da época, etc., etc., etc!
Acho que é hora de parar, reflectir sobre o que houve de mau e também de bom (com certeza que deve haver algo de bom a manter) e traçar um novo rumo, á séria!
Tudo o que tenho lido sobre o remo é mau, não vejo criticas positivas, não podemos estar todos errados…

agosto 27, 2007

Old guys in action! (em estrangeiro tem mais pinta)

video

Época 2006/2007 - Quadriskull Sénior :-)

Old Guys: Paulo Cunha/Carlos "Super" Gesta/Nuno Zafa/Samuel

Coach: Luis Faria

agosto 23, 2007

Oito Skull - 8X- Octuple

Octuple - Hudson boat, from North Allegheny Rowing Team

Dia de Treino



Assim termina mais um dia de treino no CDUP a carregar barcos rampa acima para o "contentor".
A paisagem é fantástica,com um pôr-do-sol magnífico, já com a Ponte Arrábida iluminada e o rio que estava muito bom é a melhor forma de encerrar o dia para qualquer remador.
As mãos já se queixam mas nada que um remador não esteja habituado!
Aproveito para agradecer a hospitalidade deste pequeno grande clube e a companhia do "Super Chefe dos Barcos" Carlos que me acompanha nestes treinos a bordo do velhinho Shell 2- Salani que ainda está muito confortável para se remar ,apesar de precisar de ser afinado(pelo menos para se acabar a desculpa que vamos dando para algum(pouco) desiquilibrio).
Já não remava com o Carlos desde 93 ou algo do género e está a ser fantástico fazer uns quilómetros outra vez com ele,não te esqueças que quero remar no vosso Shell 8 +.
Escrevo isto porque treino no CDUP e remo pelo "rival" Fluvial apesar de ja ter sido aliciado com bolo no fim das regatas para mudar para o verde dele, acho até que já fiz equipa com todos os remadores do CDUP!
Sexta-Feira há mais!
Ah! e rivais só a competir, fora d'água a história é outra!

agosto 20, 2007

Posto de Escuta

Goldfrapp - Lovely Head (Live in London)

Não vai ser fácil

"Não Vai Ser Fácil" eis o título da noticia que saiu no Norte Desportivo sobre a participação da nossa selecção no Campeonato do Mundo de Remo dada pelo "nosso" presidente que acha que não vai ser fácil.
Vale a pena ler a notícia onde se consegue perceber a falta de ambição que caracteriza esta direcção em relação à participação nestes campeonatos que segundo afirma pode ter uma ou duas equipas nos quartos de final e que se não conseguir o objectivo da qualificação para os jogos ainda tem tempo na próxima época e passo a citar, “Esse é o objectivo, mas não queremos pensar nisso demasiado cedo. Se não conseguirmos esta época, ainda temos mais uma hipótese, mas os testes indicam-nos que os atletas estão melhores do que no ano passado”, afirma o dirigente.
Já nem vale a pena dizer mais nada, é ler a noticia e perceber que não é verdade!
Estar melhor do que o ano passado é o quê?
Sr. Presidente , "não vai ser fácil" era o que se dizia quando a selecção trabalhava para as medalhas (porque as medalhas não são fáceis de ganhar), quando se faziam muitos quilómetros na água,quando se tinha um forte espirito de equipa e vontade de vencer,quando se tinha uma equipa técnica, não assim, pelo menos nunca fui habituado a treinar e a competir para os quartos de final, mas vocês lá sabem o que fazem.
Boa sorte!

agosto 16, 2007

Fluvial Portuense, um Clube Real!

Fotografia de 1930

Em 1881, o Rei D. Luís concede ao Clube Fluvial Portuense o título de "Real".Desde 1931 que o Fluvial é reconhecido como instituição de utilidade pública, conforme despacho publicado no Diário do Governo, IIª Série, de 2 de Janeiro de 1931.O contacto com a História do Clube Fluvial Portuense constitui, pois, um agradável encontro com a memória do associativismo desportivo.Trata-se da colectividade mais antiga da Cidade do Porto, primeira associação desportiva do norte do País, e terceira de todo o País.Ao Clube Fluvial Portuense se deve a organização do Remo no norte do País.
" O Club Fluvial Portuense é para o Norte - o que a Associação Naval de Lisboa representa, para o sul, na história do remo português.«A Velhinha» - eis o apodo carinhoso que já ouvimos chamar à A.N.L.. «O Velhinho» eis o título - cheio de carinho, também - que podemos e devemos conceder ao Club Fluvial Portuense, que - isto sem credos políticos que não cabem dentro do Desporto - gosou da honra de poder intitular-se Real Club Fluvial Portuense."

Texto integral no site do Clube Fluvial Portuense

agosto 14, 2007

Men's Four Race - Sydney 2000

Sir Steve Redgrave na sua 5ª medalha de ouro Olimpica consecutiva.

denmark 4- '99 WC

Chama-se a isto remar!

Memória Curta!

Li no “Pas na Àgua” um artigo do presidente da actual federação sobre um Campeonato Nacional de Remo Indoor de 2004 e deixou-me a pensar se não é exactamente a mesma coisa que ele e a direcção dele estão a fazer, se calhar pior, dou apenas 3 exemplos:
1º Perguntava ele indignado na altura o “Porquê obrigar os atletas, de cada vez que se tinham de dirigir para a zona de entrada de acesso às diversas provas, a terem de passar pelo exterior do pavilhão, com o tempo chuvoso que se registava, obrigando-os a suportar temperaturas diferentes às que tinham dentro do pavilhão?”
Ora não é fácil de ver que hoje em dia é exactamente a mesma coisa, então onde estão as sombras para os atletas nas regatas em Montemor? Pocinho?
Balneários nestes respectivos lugares? Entre outras faltas.
2º Diz ele, “Todos sabemos que os campeonatos de ergómetros são importantes para a modalidade, mas também sabemos que o seu aparecimento surge, como um forma da Concept vender mais aparelhos, criando estas provas como uma forma de massificação de uma variante da nossa modalidade, com objectivos de recordes de tempos, enfim um show off para o qual os atletas que têm como objectivo o remo no verdadeira termo da palavra, não têm que se sujeitar.”
Caramba, no meu tempo é que havia de ser ele o presidente que eu evocava o facto de não querer dar show off e não querer que à minha custa a Concept vende-se mais umas maquinas para me recusar a fazer testes de ergómetro e treinos que o seleccionador da altura nos mandava fazer, como eu adorava poder ter feito isso!
3º Retirando do contexto e aplicando a frase ao momento actual: diz ele”… que às vezes é preciso combater a campeonite a tudo o custo”
Pois eu digo que tem sido isso que têm feito ás nossas selecções, a própria federação está a combate-la muito bem.
Os nossos remadores merecem muito mais!

agosto 13, 2007

Ai Portugal Portugal, de que é que estás à espera?!

E pronto, chegou ao fim a participação das atletas da selecção nacional no Campeonato do Mundo de Remo Júnior com o 5º lugar do Shell 2 sem timoneiro feminino com as duas atletas do Skoda Fluvial, Ljuba Guermanova e Cristina Silva.
Fica a frustração da derrota, não pelos atletas que conseguiram um lugar que não está ao alcance de qualquer remador, especialmente em Portugal, mas por esta federação e equipa técnica que não está de todo à altura dos atletas que tem.
Agora resta tentar perceber o que o remo nacional continua sem perceber.
Continua-se a perder talentos, continuamos a perder resultados, continuamos a fazer péssimas apostas no que diz respeito às equipas técnicas, continuamos a descobrir locais de estágio que não lembram a ninguém e a perder tempo com uma federação que está a deixar o remo português em mau estado, digo mesmo a afundar!
Para mim este resultado é das atletas, do Skoda Fluvial e seu treinador que as ajudaram, inclusivamente se ofereceram para lhes dar um barco mais próximo daquele que habitualmente remam no clube, estas remadoras podiam e tinhas todas as condições para serem campeãs do Mundo.
Elas estão de volta e vai caber ao clube recupera-las psicologicamente, fisicamente e esperar que não façam como tantos outros bons atletas e deixem o remo ou então no caso duma delas remar por outro país.
Se as atletas tivessem outra equipa técnica o resultado não seria mesmo uma medalha? Já agora, outro barco?

agosto 07, 2007

Super

Super a liderar a chegada à praia de Espadanedo depois dum erro de calculo que levou a que fossem feitos mais 10 kms que o plano previa!

Barragem do Carrapatelo

Passagem da Barragem do Carrapatelo já dentro da eclusa.