abril 23, 2008

James Tomkins

James Tomkins

Vale a pena ver esta reportagem sobre este lendário remador australiano membro do famoso Oarsome Foursome, além de entrevistar o remador e colegas de equipa ainda se vê algumas imagens do Shell 8 a treinar, fantástico!


Oarsome legend ready for Beijing challenge
ABC News-Australia

New Vital Jacket - Heart Wave Monitor

Telemetria!

abril 14, 2008

Fim de semana

Sábado
A equipa feminina das escolas do Fluvial a Joana e a Mara virou em Shell 2 s/tim mesmo no dia em que a Mara fez 18 anos e nada melhor que ir ao banho nas águas do Douro para entrar na maioridade.
Eu continuo a achar que houve sabotagem, com aquele treinador delas nunca se sabe!

Domingo
No domingo foi dia de avaliação do curso N1 de treinadores de remo na Figueira da Foz.
O anfitrião foi o Ginásio Figueirense e o atleta que serviu de "cobaia" foi o Gabriel (na foto) um remador juvenil de segundo ano.
Foi uma manhã interessante onde além dum teste escrito houve também uma teste sobre afinações e outro de observação na água.
O próximo modulo está para breve...

abril 07, 2008

Está estragado, e agora?

Quanto custa remar?
Quanto se paga para remar?
Na realidade remar custa um pouco mas este custar tem a ver com o preço que os atletas pagam para remar, no caso do meu clube é quase de graça, uns meros 10 euros que muito custam a pagar mensalmente para desfrutar do clube e dos seus barcos.
Não é menos verdade que, ao que o remo custa (fisicamente) nos deviam pagar para remar, em especial no ergómetro, apoio esta ideia!
O que quero dizer é que,o que o clube recebe não paga as despesas mensais, nem pouco mais ou menos.
Agora vem um aspecto muito importante que é a forma com que se trata os barcos, o cuidado que se tem com eles, a manutenção.
Isto vem um pouco na linha dos acontecimentos deste fim-de-semana com o acidente com o Shell 8+ do CDUP, nós próprios tivemos um acidente, encalhamos no “meio” do rio com um Shell 2 – danificando o casco.
Não consigo perceber como é que atletas experientes que conhecem bem o rio e aquela parte em particular ainda têm destes acidentes e muito mais me custa a perceber como é que se exige barcos, remos, equipamentos se o pouco e mal que se paga por mês não cobre a reparação dos mesmos se esta fosse bem feita.
Claro que são reparações feitas para remediar e que mais tarde saem mais caras ainda.
Claro que o dinheiro não dá para tudo.
Não é uma crítica a quem teve o acidente, eu próprio já tive acidentes mas uma chamada de atenção para o facto de ser necessário tratar melhor o material, lavando-o, afinando-o, cuidando da sua boa conservação e em ultima analise não bater, nem nos barcos que circulam nem em troncos que estejam já identificados.
É urgente mudar a atitude.
E se pagássemos do nosso bolso estas avarias e acidentes?
Vale a pena pensar nisto.

FPR e o seu bom gosto

Já repararam no mau gosto do símbolo do remo que a FPR usa tanto no site como nas carrinhas?
Duas questões saltam logo à vista,primeiro porque são 3 remadores e que eu saiba não há tri skull no remo e segundo é que parecem estar de capacete.De capacete?!
O mau gosto é evidente!

abril 04, 2008

Rowing Training Australian Pair June 07

Desinfecção!

Acabo de ler um artigo sobre uma questão de higiene no remo que é a limpeza ou desinfecção do punho do remo ou do ergómetro.
No fim dum dia de treino quantas mãos terão passado pelo punho dos ergómetros ?
Quantos milhões de bactérias estão por lá alojadas?
Pois é, é aqui que entra este artigo "Can Bleech Make You Faster?" onde duma forma simples e barata nos lembra que podemos de forma eficaz , usando lixívia, desinfectar o local onde todos pomos as mãos, transpiramos e não lavamos, os punhos claro!
Temos também a questão dos "finca-pés" que é um óptimo local de concentração de micoses de várias raças.