agosto 14, 2007

Memória Curta!

Li no “Pas na Àgua” um artigo do presidente da actual federação sobre um Campeonato Nacional de Remo Indoor de 2004 e deixou-me a pensar se não é exactamente a mesma coisa que ele e a direcção dele estão a fazer, se calhar pior, dou apenas 3 exemplos:
1º Perguntava ele indignado na altura o “Porquê obrigar os atletas, de cada vez que se tinham de dirigir para a zona de entrada de acesso às diversas provas, a terem de passar pelo exterior do pavilhão, com o tempo chuvoso que se registava, obrigando-os a suportar temperaturas diferentes às que tinham dentro do pavilhão?”
Ora não é fácil de ver que hoje em dia é exactamente a mesma coisa, então onde estão as sombras para os atletas nas regatas em Montemor? Pocinho?
Balneários nestes respectivos lugares? Entre outras faltas.
2º Diz ele, “Todos sabemos que os campeonatos de ergómetros são importantes para a modalidade, mas também sabemos que o seu aparecimento surge, como um forma da Concept vender mais aparelhos, criando estas provas como uma forma de massificação de uma variante da nossa modalidade, com objectivos de recordes de tempos, enfim um show off para o qual os atletas que têm como objectivo o remo no verdadeira termo da palavra, não têm que se sujeitar.”
Caramba, no meu tempo é que havia de ser ele o presidente que eu evocava o facto de não querer dar show off e não querer que à minha custa a Concept vende-se mais umas maquinas para me recusar a fazer testes de ergómetro e treinos que o seleccionador da altura nos mandava fazer, como eu adorava poder ter feito isso!
3º Retirando do contexto e aplicando a frase ao momento actual: diz ele”… que às vezes é preciso combater a campeonite a tudo o custo”
Pois eu digo que tem sido isso que têm feito ás nossas selecções, a própria federação está a combate-la muito bem.
Os nossos remadores merecem muito mais!
Enviar um comentário