"Deiam-me um papel dum homem feliz"





“O Ensaio”, comédia filológica de Máximo Gorki em cena até ao dia 31 pelo Grupo de Teatro Aspas na Casa da Beira Alta, no Porto.

O “ Ensaio” aproxima o público do processo de criação teatral.

Este é o mundo de reflexão e diversão onde actores trabalham personagens, exercitam o corpo, a voz e a emoção.

A dificuldade começa quando estes actores não se revêem nas personagens, no teatro e no plano delineado pelo autor “Creatov”.

Serão os actores o reflexo de toda uma comunidade aborrecida com os temas propostos pelos criadores mediáticos, políticos e filosóficos?

O “Ensaio” apresenta as opiniões, as resistências, as convicções para uma mudança que está cada vez mais adiada.

“Será falta de inteligência e talento do autor? Ou porque os actores não souberam representá-la”

Marco Ferraz

Craetorov:

Agora continuo a sentir que não está ao alcance das minhas forças tornar a vida perfeita, mas já não me queixo disso.

Receando que Deus, o criador da vida me replique num tom de desprezo:

“Também eu, imbecil, não estou contente com a peça que fiz, mas não me queixo”


Enviar um comentário

Mensagens populares